quarta-feira, 23 de março de 2011

Chávez, Marte, o capitalismo e o fim do mundo. Porque 2012 não chega logo?


Hoje é preciso publicar mais uma das grandes piadas mundiais. Essa é da série: prefiro ouvir do que ser surdo. Será? Estou começando a chegar à conclusão de que as vezes poderia ser preferível ser surdo.

O ditador Hugo Chávez, sim porque me recuso a chamar aquilo de presidente, soltou uma pérola digna de constar nos livros de história, coisa que não vai acontecer sabemos por quê! Ele afirmou que o capitalismo pode ter acabado com a vida em Marte.

A pérola, na verdade o verdadeiro colar de pérolas, foi solto ontem dia 22/03/11 quando o ditador fazia um discurso para marcar o dia mundial da água.

As palavras dele foram as seguintes:

"Eu sempre digo, e ouço, que não seria estranho se tivesse existido uma civilização em Marte, mas talvez o capitalismo tenha chegado lá, o imperialismo chegou e acabou com o planeta”.

Para não dizer que estou mentindo a reportagem pode ser conferida nos seguintes links:





Claro que poderíamos ficar citando fontes aqui até amanhã, mas esses acho que já está bom. Essas já foram suficientes para dar credibilidade e veracidade à notícia (chacota).

Na verdade o que estou esperando é que, agora, a NASA mande uma sonda pra Marte com uma missão simples: procurar o cérebro de Chávez.

Chávez coloca no capitalismo a culpa por vários problemas do mundo, mas esquece que quem está acabando com alguma coisa é ele: com seu país. Aquele povo não sobreviverá a muito mais tempo com um indivíduo daqueles no poder e sem limites na caneta e na língua.

Na verdade o que me pareceu foi que, insatisfeito com seu constante fracasso em impor o socialismo na velocidade que pretendia para a América Latina e outros países fracos de mente e de líderes, o ditador Chávez, depois de instituir o socialismo bolivariano e depauperar a Venezuela, agora quer criar o socialismo marciano... Haja paciência! O pior de tudo é que tem gente que dá ouvidos a esse débil mental.

O capitalismo é o responsável pelos problemas ambientais? E o que dizer da comunista URSS que transformou o Mar de Aral num deserto, que tentou ocultar o desastre de Chernobyl? E a comunista China, cujos rios são esgotos a céu aberto e cujo ar é irrespirável nas áreas urbanas? A maior parte das áreas de preservação ambiental estão em países capitalistas, que usam o turismo ecológico e o manejo sustentável para mantê-las.

Claro que o capitalismo exagera e tem os seus defeitos, não é perfeito; altera o meio ambiente, que é alterável e dever ser mesmo. Nada de ecochatos por aqui, por favor! A natureza é criação e está a nossa disposição. O problema é o exagero no uso e destruição sem pensar em reabilitação natural. Aliás, esse deveria ser o foco da Campanha da Fraternidade, já que resolveram escolher um tema como esse.

Com todos esses comentários só espero não estar infringindo alguma minoria. Hoje em dia o mesmo socialistas liderados por essas múmias paralíticas defendem tanto essas minorias que é preciso muito cuidado para falar o que se pensa, mesmo que tenhamos todo o embasamento do mundo em nossos argumentos. De qualquer forma, acho que não houve nenhum infringir de cotas ou atentado a minorias, já que Chaves, Evo, Correia, Ortega, Castro, Kadhafi, Kim Jong IL, Zé Dirceu, Dilma, Lula entre tantos outros, não são judeus, afrodescendentes, nordestinos, mulheres feministas ou gays (salvo engano ou algumas exceções dentre esses).

Um comentário:

Evelyn Mayer de Almeida disse...

Pois, é menino! A gente nem sabia que Chávez era tão bom que continha um espírito sociomarciano...

http://euminhaspalavras.blogspot.com/2011/03/o-espirito-sociomarciano-de-chavez.html

Pax!